quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Finalmente Uma Boa Notícia!

As opções de candidat@s em potencial a eleição presidencial no Brasil em 2010 soam assustadoras. José Serra, Dilma Rousseff, Aécio Neves, Heloísa Helena e, com a crise no senado e uma prevista retirada do apoio de PMDB ao governo, a possibilidade do partido que é sempre situação lançar um candidato aumenta - só de pensar em alguns nomes já fico arrepiado.
http://1.bp.blogspot.com/_Hq04aHbVUUQ/Sd-1Yz_MZMI/AAAAAAAACQA/tIWlRKTe_KU/s400/eleicao_urna.jpg
No meio desse balaio de gato de péssima qualidade, Marina Silva aparece como uma ótima opção. Segundo a reportagem do jornal O Estado de São Paulo ela foi convidada a ingressar nas fileiras do Partido Verde (PV) deixando o Partido do Trabalhadores (PT), algo que significaria a perda de seu mandato como senadora pelo Acre, mas soaria como um passo direto a disputa pela presidência em 2010. Pelo que consta, há um certo mal-estar entre Marina e o presidente Lula, uma vez que este tem tomado várias decisões que não são lá muito favoráveis ou que não vão de encontro a idéia de desenvolvimento sustentável. Marina tem consultado pessoas de sua confiança sobre a possibilidade de deixar o PT e muitos dentro do partido já estão preocupados com o que sua saída e posterior candidatura significariam para a disputa de 2010.

http://www.pnuma.org/informacion/pnumanuevas/may2007/marina%20silva.jpg

Minha torcida é para que Marina saia, se candidate a presidência e traga mais ética, serenidade e qualidade a política brasileira. Mais um ponto a seu favor é que ela é uma MULHER que, sem necessariamente levantar bandeiras feministas, incorpora vários dos valores do que concebemos como uma mulher pós emancipação feminista não só por sua trajetória, mas por suas posições ideológicas. De antemão, ela terá meu voto!

Muita Paz!

6 comentários:

ALoKa disse...

Se isso realmente acontecer, terá o meu tb. Mas, sinceramente, duvido que Marina incomodará os figurões na corrida presidencial (mas que seria bom, ah seria!)

Mojana disse...

Kibe, vou fazer uma comparação que você vai achar escrota, mas tudo bem. Política é que nem futebol, não adianta torcer pra timinho. Lembra das inúmeras vezes em que você torceu pra seleções afriacanas nas Copas do Mundo e elas nunca ganharam nada? É a mesma coisa. Não adianta colocar esperanças em candidaturas que não possuem expressão social, que é o caso da Marina Silva.
Por outro lado, me surpreende que você como sociólogo e amplamente versado em Ciências Políticas, ainda esteja nessa de esperar soluções para os problemas políticos do Brasil vindo de indivíduos. Esse show de horrores que temos visto na vida política nacional é expressão de uma estrutura arcaica, que por mais que tenha sido abalada, ainda é muito baseada em oligarquias regionais: basta ver o "debate" ocorrido no Senado entre tasso Jereissati e Renan Calheiros. Aquilo não foi mais que uma briga entre coronéis ou nas palavras deles próprios, entre o coronel e o cangaceiro. A Marina Silva pode lidar com isso? Não. Da mesma forma que o Lula também não conseguiu e em situação muito melhor.

Raphael Neves disse...

Vejam esta análise aqui: http://remidia.wordpress.com/2009/08/13/marina-silva-e-os-corredores-quenianos/

Eu acho que a candidatura de Marina só ajuda os tucanos. Sorry.

ari disse...

Verdade é que o Kibe em política é um incauto...Mas todo mundo é, nem que seja uma vez ou outra...Seria muito interessante ver alguém alternativo na Presidência? Pode ser. Na maior parte das vezes, a decepção, no entanto, excede em muito as expectativas. Só lembrar o atual incumbente do cargo.. Mas, a senadora seria uma candidata de protesto, nas circunstâncias atuais. E acabaria tirando votos do menos ruim dos candidatos com chance. Seja ele ou ela quem for...

Marcio Macedo (Kibe) disse...

Bem, já que boa parte do comentários se esforçaram em evidenciar minha ingenuidade política, vale lembrar que o grande exemplo de que todas as previsões feitas por analistas ainda estão sujeitas a erros é o presidente dos EUA atual. O jogo político não é algo de soma zero e é justamente isso que o deixa tão excitante.

Mojana, sou corinthiano de coração, mas quando criança (1986) tive a honra de ver um timinho ganhar o campeonato paulista em cima do Palmeiras: Internacional de Limeira. Os "timinhos" às vezes surpreendem!

Abraço,

Márcio/Kibe.

JJ disse...

Eu acho que, sendo otimista, o caminho da Marina à presidência será longo, como foi o de Lula e ela deverá mudar bastante nessa jornada. Será preciso refundar o PV, adequar o discurso ao eleitorado brasileiro e explicar as muitas contradições que irão surgir, como essa dela defender o ensino do criacionismo - tema bastante grave, pois hoje, o pensamento laico corre em risco de extinção. E principalmente transformar a sociedade brasileira ainda muito refratária à responsabilidade ambiental efetiva. Então, creio que haverá para a Marina Silva um 2010, 2014,e quem sabe 2018. Acho que ela somente teria chance de vencer se fosse candidata do Lula agora, mas mesmo assim seria muito difícil pois haveria muita resistência.

Bem, eu votarei na Dilma.