sábado, 14 de novembro de 2009

Herskovits at the Heart of Blackness



Rola em New York City, mais especificamente no American Museum of Natural History, o Margareth Mead Film & Video Festival de 12 a 15 novembro. Esta é a trigésima terceira edição do festival que leva o nome de uma das mais famosas antropólogas norte-americanas e foca filmes/vídeos documentários com temáticas sociais, culturais e antropológicas. Mead (foto abaixo) nasceu em 1901 e faleceu em 1978. Durante sua carreira acadêmica fez pesquisas no Pacífico Sul e sudeste da Ásia. Entretanto, vou no festival domingo - mesmo estando atolado de coisas para fazer - assistir um filme sobre outro antropólogo norte-americano, Melville J. Herskovits (1895-1963).

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/24/Margaret_Mead_NYWTS.jpg

Herskovits foi um antropólogo formado pela Columbia University tendo tido como orientador Franz Boas (1858-1942): um dos pais fundadores da antropologia contemporânea, teórico do relativismo cultural e crítico das noções biologizadas do conceito de raça. Herskovits estruturou o departamento de antropologia da Northwersten University, fez estudos sobre as chamadas “sobrevivências africanas” e tinha uma certa obsessão em tentar entender os processos de adaptação cultural das populações negras ex-escravizadas ao novo mundo. Boa parte de suas idéias estão contidas no seu livro The Myth of Negro Past (1928). O documentário Herskovists: At the Heart of Blackness (2009) - cartaz no início do post - refaz a trajetória do intelectual a partir dessa temática.

Assista ao trailer do filme abaixo. Muita Paz!

3 comentários:

Mila Felix disse...

dificil se contentar somente como trailer!

Fio Maravilha disse...

oi Márcio, deixa eu repostar e traduzir em inglês no meu blog?

Marcio Macedo (Kibe) disse...

Querida Negara,
Fique totalmente à vontade!
Beijos do Kibe.