sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Dando cinco rapidinhas sem tirar...

1- O mercado fonográfico anda uma merda por aqui: vendas baixas e poucos artistas tendo alguma repercussão. Motivos: recessão econômica (que graças ao meu último post você já consegue entender), as mudanças que a indústria fonográfica vem sofrendo nos últimos 10 anos por meio dos programas para baixar músicas gratuitamente e, consequentemente, o futuro incerto das gravadoras. Sendo assim, os artistas de hip hop não fogem a regra. O terceiro álbum de Young Jeezy, lançado em junho, leva o título sugestivo de The Recession. Parece que o único que anda se dando (vendendo) bem é Lil Wayne com seu último disco: Tha Carter III. Não gosto de ambos...

2- Nos EUA não tem motoboy, mas as motorcycles também andam matando bastante. Li no New York Times que houve um crescimento vertiginoso de acidentes fatais envolvendo quedas e acidentes com motos. Os motivos: aumento da venda das "envenenadas" cujo compradores são baby booomers na faixa dos cinquenta anos querendo reviver seus anos de Hell Angels e ausência de legislação em vários estados americanos que obrigue o uso de capacete. Detalhe: as motos aqui são bem diferentes das que encontramos no Brasil. Nada de CGs 125 ou Bizz, o barato é Harley Davidson, Suzuki, BMW dentre outras marcas que produzem modelos caros e potentes. Ter uma moto nos EUA é uma excentricidade e não um ganha pão como em várias cidades do Brasilzão, mas mata do mesmo jeito!

3- Alguns jornais americanos veicularam que uma fonte não identificada da Microsoft informou que a empresa estaria utilizando Macs em alguns dos seus departamentos. Palhaçada!!! Até o Bill Gates se rendeu a Apple?! *rs* Pois é, depois dessa porcaria do Vista, muita gente anda de saco cheio do Windows (até eles próprios, pelo visto). Eu me rendi e comprei um MacBook. O sistema operacional é mais estável (não dá os famosos paus do Windows), é mais durável e o principal: não pega vírus. Com ele, você pode esquecer dessa nóia de ter que comprar ou baixar anti-vírus toda hora (pode ver pornografia à vontade na internet e ficar tranquilão que o bichinho - computador, ops! - não vai pro brejo *rs*). Mas tudo tem um preço. Por aqui, com US$ 700 você compra um notebook PC linha de frente e completo enquanto que um MacBook básico não sai por menos de US$ 1.100 (sem contar uns apetrechozinhos tipo Office e seguro contra acidentes). A Apple também vende uma imagem de moderninha e descolada por conta do sucesso do iPod e o design descolado dos seus computadores. As lojas também são uma atração a parte. Na Times Square tem uma que funciona 24 horas. Você pode fuçar sem grilo nos computadores, o espaço é bonito, espaçoso e iluminado. Os vendedores tem cara de nerd que ouve bandas de rock indie. A única coisa que identifica os figuras é uma camiseta verde, pois a maioria usa tênis ou chinelo e jeans batido (às vezes rasgado). Se você tem mais de 40 anos e não é um tiozão descolado, vai se sentir mal na loja. Traga o seu sobrinho ou vá comprar um PC carancudo com cara de executivo fazendo curso de "emibiei"*rs*

4- Ainda falando de tecnologia, tem um jornalista que escreve sobre esse tema no New York Times e é divertidíssimo: David Pogue. Assista um vídeo dele comparando o iPod com seu concorrente, o Zune: http://video.on.nytimes.com/?fr_story=ca047c12e105091272b2660a84fc218433fa54bd

5- Fechando: hoje à noite (ou amanhã, pois ainda não dormi) vai rolar o primeiro debate entre MacCain e Obama. Vou chegar cedo, comprar pipoca, cerveja e ver o bicho pegar. Daí do Brasil dá pra assistir pela CNN, caso tenham interesse!

No fim de semana vou continuar falando de tecnologia: iPhone 3G, compre um ou morra de inveja de quem tem. Mas como eu já disse, tudo tem um preço...

7 comentários:

Ari disse...

na rapidinha 2, tem uma "exigam" inexistente...Tá esquecendo o portugueis, já? Parabéns por com décades de atraso ter descoberto que o Mac é melhor que o Windwos (falando popularmente). Já tá lendo The OLd Lady? Num era sem tempo...Sua explicação da crise num explica nada... Enfim, continue escrevendo. Um dia vc acerta. Abraços mal humorados...

Kibe disse...

Hey Ari,
Caso eu nao lhe conhecesse diria que voce acordou com o pe esquerdo... Mas esse e o Ari que todos adoram: critico e divertido! Erro corrigido... Ainda nao esqueci o portugues e nem aprendi ingles de forma decente. A, o lance da explicacao economica no outro post nao e minha, so repassei porque achei engracada. A proposito, nem os economistas americanos sabem direito o que esta acontecendo e como resolver a cagada. "Render-se" ao Mac nao seria o termo mais preciso para qualificar minha atitude aqui. Ha anos que sei das vantagens do Mac, so nao tinha dinheiro para comprar um.
Abraco calorento, Ari!
PS: continua dificil de entender o Marx, mas estou me degladiando com o alemao barbudo e pretendo doma-lo daqui a algumas semanas.

Flavio disse...

Batalha de vaidades

Flavio disse...

Quem foi melhor no debate? Eu não assisti o barato, estava tomando cerveja no "decadente" centro de São Paulo.
Pelo o que eu li, a múmia foi melhor que o preto elitista de Havard.
O Roberto (bigode) mandou um abraço.

Ari disse...

claro que nem eles, os economistas sabem como se virar numa dessas, oferecem palpites, que podem dar certo. Ninguém sabe o que vem por aí. eu num tenho (mais) um mac, aqui num achei nas lojas, e fiquei receoso de faltar assistência, cimprei um micro comum, se der galho é fácil trocar...Achei engraçado você EXPLICAR porque um Mac é bom, como se ninguém soubesse. Mas vai ver que muita gente num sabe mesmo... Tendo tempo, comente aí o debate entre o ex-prisioneiro de guerra e o bom garoto do Haway que estudou e subiu na vida...

raquel disse...

Oi Kibe, o comentário da Globo News é que o debate foi mais uma guerra de midia que debate. Que Obama deu muitos créditos ao MacAin, dizendo varias vezes que MacAin tinha razão.
Teve até o lance do MacAin não olhar nos olhos do Obama, engraçado... disseram que era estrageia do MacAin para que niguém o filmasse olhando OBAMA e isso teria repercussões para sua imagem.
Será que não queria encarar uma Africano em pé de igualdade?
Seria um problema étnico-político??
Na net dizem que Obama ganhou o debate.
É sempre a mesma guerra de marketing político aqui no nos US.
O que dizem por aí??

Kibe disse...

Hi Raquel e Flavio,
Vou comentar rapidamente sobre o debate num topico daqui a pouco, mas a Raquel tem razao: ha uma confusao generalizada na midia para definir quem ganhou o debate.
Abracos,